Vídeo arte

$1  2021

A canção é voz, é grito e será memória. O escândalo da propina das vacinas foi o tema desta canção protesto. A canção nasce da necessidade de protestar, resistir e existir.

Música e vídeo, Tarita de Souza

Janelas 2020

Criado no contexto da pandemia, durante  a quarentena. Cerca de 400 fotos enviadas de todo mundo pelas redes sociais. "Juntas as janelas são panoramas de uma cidade".

Gravado por Tarita de Souza e Rubens Adati, edição de vídeo Tarita de Souza.

Rastros 2019

Inspirado nas artes pré históricas e no trabalho da artista japonesa Chiharu Shiota, este video fala sobre a necessidade de do ser humano de marcar sua existência na história.

Música, vídeo e performance por Tarita de Souza

Aporia 2019

Aporia significa impossibilidade, impasse, caminho sem saída.  Mas significa também a oportunidade de transformação. Dessa palavra, nasceu a ideia para a vídeo performance.

Música, vídeo e performance por Tarita de Souza

Juá 2019

Música de André Mehmari e Bernardo Maranhão. Um mergulho na fauna e flora brasileiras através dos nomes indígenas. No vídeo, misturam-se técnicas de desenho digital, teatro de sombras e stop motion. Gravado por André Mehmari, Alexandre Andrés e Bernardo Maranhão. Video Tarita de Souza.

Azul 2019

Esta canção é representada por desenho de lousa e vídeo colagem. A coloração azul é um filtro natural de uma fotografia do céu.

Música, vídeo e performance por Tarita de Souza

Selfie 2018

A necessidade de pertencimento, de se colocar na paisagem, no evento e a urgência de estar nas redes sociais são o tema da canção. Através das redes sociais, foram recebidas 300 imagens do mundo todo. Estas fotos foram sobrepostas e tratadas para comporem a vídeo arte. Música, voz e vídeo por Tarita de Souza, gravado por Conrado Goys.

Incômodos 2018

Neste projeto, uma sucessão de incômodos são representados pelo corpo. O processo de envelhecer em uma sociedade que presa pela manutenção eterna da juventude pode ser doloroso. Todos os incômodos foram fotografados e dispostos em diferentes ordens, mudando a perspectiva onde "a soma das partes não representa o todo".

Música, voz e vídeo por Tarita de Souza, violino Micaela Marcondes, gravado por Bernardo Goys.

Cluster 2018

As eleições de 2018 no Brasil revelou a polarização política e a impossíbilidade de escuta. As cores tornaram-se partidárias e pessoas eram agredidas apenas pela cor da camiseta. Essa falta de escuta, ou sobreposição de falas gerou a refexão para a vídeo arte.

Música, vídeo e performance por Tarita de Souza

Distraídas 2016

Canção de André Mehmari e Leandro Maia. Vídeo em stop motion por Tarita de Souza.